Hyundai continua a bater recordes de crescimento em Portugal e na Europa

Os primeiros nove meses de 2017 foram um sucesso para a Hyundai, com a venda de 397.907 unidades na Europa, acordo com os últimos dados da Associação Europeia de Fabricantes de Automóveis (ACEA).

A Hyundai Motor Europe apresenta assim um aumento de 3% nas vendas, quando comparado com o mesmo período de 2016, registando o maior crescimento acumulado no Top 20 de ligeiros, com um aumento de 43,8% nas vendas de janeiro a setembro.

As vendas da Hyundai continuam a crescer em todo o mercado europeu. Só em setembro registou-se um aumento de 2,1% (52.518 unidades), quando comparado com o mês de setembro do ano transato. As vendas em Portugal (+23,2%), França (+17,0%) e Espanha (+10,0%) foram particularmente fortes no terceiro trimestre de 2017.

Em Portugal, num mês em que o mercado decresceu 5,6%, a Hyundai cresce 23,2%. Nos primeiros nove meses do ano a Hyundai é a marca que mais cresce, no Top 20 de ligeiros, registando um crescimento acumulado de 43,8%, cinco vezes superior ao crescimento acumulado do mercado.

As nossas vendas têm sido impulsionadas sobretudo pelos modelos mais vendidos da Hyundai, isto é, o i10, i20, i30 e o Tucson” refere Thomas A. Schmid, COO na Hyundai Motor Europe. “Tendo em consideração o ano inteiro, esperamos alcançar um terceiro ano consecutivo de crescimento recorde, destacando o nosso objetivo de nos tornarmos na marca automóvel asiática líder na Europa até 2021”.

A gama SUV, em particular com o Hyundai Tucson, tem sido um forte motor de crescimento. Lançado em 2015, o Tucson regista mais de 300,000 unidades vendidas, e é o novo modelo da Hyundai mais vendido na Europa, destacando a competência da Hyundai no segmento SUV.

Os Hyundai i10, i20 e i30 continuam a ser vendidos em grandes volumes. Para além disso, o lançamento da Nova Geração i30 Station Wagon no primeiro semestre de 2017 fez a Hyundai brilhar ainda mais na Europa.

O lançamento do novo KAUAI e do i30 N é importante para mostrar a ambição da Hyundai em tornar-se na marca automóvel asiática número um na Europa, a contar para os 30 novos modelos que a marca planeia lançar até 2021, para suportar a sua estratégia de crescimento.

Comentários

Escreva um comentário

Os comentários são moderados