Nissan LEAF torna-se o primeiro automóvel totalmente elétrico a cumprir a Volta a Portugal em Bicicleta

Quando o desafio de “O Jogo” chegou à Nissan Portugal a resposta não tardou: claro que sim! Uma competição de ciclismo, tanto mais que se tratava da prova rainha de Portugal, seria o palco ideal para demonstrar, não apenas, as capacidades e autonomia do novo Nissan LEAF, mas também para mostrar como, mesmo sem ruído e sem emissões de CO2, as emoções das corridas podem estar ao rubro.

E ao fim de 11 dias e quase dois mil quilómetros percorridos, o jornalista Carlos Flórido, de “O Jogo” inscreveu o seu nome como o primeiro a acompanhar uma grande prova do ciclismo europeu com um automóvel totalmente elétrico. E, simultaneamente, realizou a primeira “volta a Portugal” sem emissões de CO2, provando que a autonomia do novo Nissan LEAF já permite longas viagens em todo o país.

 «O facto de estarmos a fazer a reportagem utilizando um Nissan LEAF causou grande expetativa na caravana da Volta a Portugal», refere Carlos Flórido. «Era o primeiro automóvel 100% elétrico a cumprir uma grande prova de ciclismo por etapas e alguns dos “obstáculos” justificavam a expectativa. Mais do que a autonomia das baterias, em causa estava a obrigatoriedade de as carregar ao longo de onze dias com quilometragens elevadas - o total foi de 1.941 quilómetros - e tendo intervalos de tempo limitados para cada paragem».

A competição com automóveis 100% elétricos está a fazer o seu caminho, mas a utilização como apoio a outro tipo de desportos está ainda a dar os primeiros passos. No ciclismo, a utilização de automóveis totalmente elétricos faz todo o sentido, desde logo para evitar que os atletas respirem ar poluído ao longo de muitos quilómetros e durante o seu período de esforço físico elevado.

Nas onze etapas da Volta a Portugal em bicicleta, o Nissan LEAF enfrentou e ultrapassou o calor tórrido do Alentejo e as subidas da Serra da Estrela. A etapa mais longa, com quase 400 quilómetros, de Albufeira a Portalegre, foi também a mais quente, com temperaturas acima de 45 graus centígrados, pondo à prova o Nissan LEAF e o condutor; e apesar de todas as dificuldades, a prova foi superada!

Se as planuras alentejanas foram um obstáculo difícil, o Nissan LEAF fez a subida mais difícil de Portugal, entre Seia e a Torre, consumindo apenas 30% da bateria ao longo dos 28,3 km e vencendo um desnível de 1.501 metros. E a partir daí até à Covilhã não só não gastou energia como recuperou 5% da carga das baterias.

«Em Mondim de Basto, o Nissan LEAF fez o último carregamento da prova nas tomadas do camião-oficina da equipa vencedora, a W52-FC Porto. A Volta elétrica estava ganha!», lembra Carlos Flórido.

O Nissan LEAF é o automóvel elétrico mais vendido da história, tendo superado as 340.000 unidades vendidas desde que o modelo de primeira geração foi lançado em 2010. Com mais de 41.000 unidades vendidas na Europa desde da sua introdução em Outubro de 2017, o novo Nissan LEAF continua a prolongar o seu legado, ao ser o percussor de um futuro sustentável, que une a energia inteligente, a condução inteligente e a integração inteligente. 

Em Portugal, o novo Nissan LEAF ultrapassou já as 900 unidades vendidas em 2018, sendo também o líder destacado de vendas de automóveis elétricos no mercado nacional.

 

Comentários

Escreva um comentário

Os comentários são moderados